MANDADO DE PRISÃO – Polícia prende dupla em operação no fim de semana


Presos. PM prendeu Bahia e outro acusado foram detidos no domingo – Divulgação/JN

Presos. PM prendeu Bahia e outro acusado foram detidos no domingo – Divulgação/JN

Presos. PM prendeu Bahia e outro acusado foram detidos no domingo – Divulgação/JN

Presos. PM prendeu Bahia e outro acusado foram detidos no domingo – Divulgação/JN

Uma dupla de criminosos foi presa final de semana em Navegantes pela Polícia Militar. Um deles possuía mandado de prisão em aberto. O outro foi entregue como acusado por cometer dois homicídios na cidade.

No sábado (26), a agência de inteligência da PM de Navegantes recebeu a informação de que “Bahia” iria mandar buscar o filho na casa da ex-mulher. No domingo, os policiais armaram um campana no endereço da denúncia. Perto do meio dia, viram um Scenic com película parando em frente à residência e saindo na sequência.

Com apoio de outra viatura, conseguiram abordar o carro na Avenida Cirino Adolfo Cabral, na esquina com a Arnaldo Gaya. No banco de passageiros, localizaram Bahia, um homem de 25 anos, com mandado de prisão em aberto expedido por Navegantes. Ele responde pelo crime de extorsão.

Segundo a PM, Bahia também é apontado como um dos suspeitos de trocar tiros com a polícia no bairro Meia Praia, no dia 12 de outubro. Na ocasião, membros de uma facção criminosa entraram em combate contra policiais do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT). Alguns fugiram pelo mato. Ele também é investigado por mais dois homicídios na cidade, sendo uma das vítimas um ex-agente carcerário e outro um masculino faccionado degolado no bairro São Paulo.

Depois de ser preso, ele apontou um segundo homem como responsável pela morte de dois apucaranenses, em fevereiro de 2014, no bairro Meia Praia. Ele teria assassinado pai e filho a golpes de faca e tiros.

Segundo familiares, o pai havia se envolvido em uma briga e foi alvejado com 17 tiros e ao tentar defendê-lo, o filho também foi agredido e golpeado com quatro facadas. Pouco antes da morte, o filho teria informado à irmã quem seriam os agressores.

Na época, as investigações apontavam um masculino apelidado de “Alagoano”, cujo primeiro nome seria “Josimar”, possuía cabelos longos e estaria fugindo da cidade.

Não se sabendo do restante do nome do autor, na época não havia sido possível localiza-lo.

Após informações de “Bahia”, que apontou o homem em meio à invasão do bairro Meia Praia, a Agência de Inteligência entrou na localidade abordando o mesmo no qual se encontrava armado com uma adaga. No momento da abordagem, ele largou a arma e fingiu se render. Quando os policiais iniciaram a prisão, ele entrou em briga corporal e precisou ser contido à força, segundo informações dos policiais. Os dois foram encaminhados à Polícia Civil.

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *