NATAL – Thomas Sarturi faturou o segundo lugar de promoção


Promoção do evento natalino organizado pelo casal Ingoberto e Romilda Swarowsky ano passado e divulgado pelo Jornal de Navegantes teve alterações na premiação. Como citado em reportagem que anunciou o concurso “A mais bela história de Natal”, os ganhadores (autores das redações) precisariam comparecer ao evento do dia 16 para retirar os prêmios. O vencedor Willian Matheus Loureiro não compareceu, logo o primeiro prêmio ficou para Jamily Cristina Pereira da Silva.

Ela ganhou um passaporte para o Beto Carrero World. Com isso, o segundo prêmio ficou em aberto e foi para o estudante Thomas Sarturi. Todos são alunos da escola Maria Hostim da Costa.

 


 

Um Natal feliz

 

Em um apartamento, morava uma mulher muito rica que vivia sozinha. Seu nome era Carmela. Tinha 25 anos. Trabalhava como advogada criminalista.

O Natal passava em sua casa, sozinha. Pois não tinha pai e nem mãe. Eles morreram em um acidente de carro quando ela tinha 15 anos. Então, ela foi morar com uma tia e, quando completou 18 anos, a tia morreu. Só que tinha um detalhe. Na época, a família era pobre, então ela pensou: “Vou subir na vida”.

Muitas profissões vieram em sua mente. Enquanto isso, trabalhava de garçonete, mas o pensamento era se formar em advocacia.

Estudou, trabalhou, fez amizades, quando ela se formou decidiu montar um escritório de advocacia. Teve muitos problemas, e quase fechou seu estabelecimento, mas a situação mudou quando surgiu um cliente que contratou os seus serviços. A causa foi ganha e isso lhe rendeu muito dinheiro. Como ela ainda estava crescendo como profissional não tinha muitas amizades e vivia solitária.

Era natal. E, com a vida mais estruturada lembrou-se do tempo que passava dificuldades e decidiu ajudar moradores de rua. Foi em uma loja e comprou roupas, tênis, cobertores. Fez um sopão. Pegou tudo que havia comprado e foi distribuir, mas havia algumas pessoas que achavam que ela queria reconhecimento.

– Eu não fiz isso para ser reconhecida, simplesmente fiz por amor, porque lembrei da época que era pobre e das dificuldades que passei.

Ela fez o Natal mais feliz de muita gente humilde. Lembrando o verdadeiro significado dessa data tão especial.

 

Thomas Sarturi

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *