SAÚDE – Prefeitura pretende romper contrato do hospital


Hospital. Poder público pretende romper contrato com Isev – Maurício Daleffe/JN

Hospital. Poder público pretende romper contrato com Isev – Maurício Daleffe/JN

Nessa semana não se falou de outra coisa em Navegantes se não os problemas do hospital de Navegantes. Inicialmente, se falou que a empresa Instituto Saúde e Educação Vida – Isev, deixaria a administração do hospital até sexta-feira. Por sua vez, o Isev entregou um documento à Secretaria de Saúde afirmando que não possui intenção em deixar a administração do hospital local. Em reunião com os vereadores, o prefeito Emílio Vieira (PSDB) diz que a Prefeitura pretende romper o contrato por descumprimento de cláusulas por parte do instituto.

Antes da entrega do documento à secretaria, o secretário de Saúde, Arilson de Moraes, disse que não acreditava que isso pudesse acontecer. “Eles pagaram R$ 150 mil pros médicos na segunda-feira, não iriam pagar se estivessem pensando em abandonar”, comenta. Ele reiterou não ter recebido comunicado oficial da desistência da empresa.

Coordenador regional do Isev, Fabiano Voltz destaca: “Não temos interesse em entregar a gestão”. Apesar das dificuldades enfrentadas pelo Isev até o momento, ele lembra que existe um contrato vigente e que é preciso um processo administrativo antes de cancelá-lo.

O prefeito reitera ainda que são diversas as irregularidades que chegaram ao conhecimento do poder público: “Falta de higienização, mau atendimento, muita gente esperando, falta dos especialistas, o próprio plantonista, que tem que ter sempre dois plantonistas”, conta.

Voltz, por sua vez, garante que os funcionários estão com os salários em dia e, portanto, não há motivo para nova greve. A exemplo do que aconteceu ano passado. O FGTS não pago foi parcelado junto à Caixa Econômica, assim como o INSS.

Sobre os R$ 150 mil citados pelo secretário de saúde, Voltz esclarece que foram R$ 135 mil para pagar honorários médicos com recursos próprios. “Existe uma programação para quitar o débito existente com os médicos, enquanto isso damos continuidade nos atendimentos e queremos minimizar as reclamações e ampliar as capacitações da equipe”, completa. O contrato entre Isev e Prefeitura possui vigência de 5 anos.

 


 

Legislativo

Os dez vereadores da Câmara de Navegantes estiveram no início da tarde de quarta-feira (15), no gabinete do Prefeito, Emílio Vieira para discutir questões referentes ao atual modelo de gestão implantado no hospital. Eles também trataram de medidas para melhorar o atendimento, a estrutura física, e a disponibilização de equipamentos adequados e funcionários qualificados.

Na terça-feira, uma comitiva de vereadores esteve no hospital para realizar uma visita. O objetivo era checar o funcionamento da unidade, a estrutura física, os equipamentos, o corpo clínico, quadro de funcionários e verificar a qualidade do modelo atual de seu modelo de gestão.

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *