SAÚDE – Secretário nacional recebe demandas em visita a Itajaí


Saúde. Secretário nacional conheceu demandas da cidade – Divulgação/JN

Saúde. Secretário nacional conheceu demandas da cidade – Divulgação/JN

O secretário Nacional de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES), do Ministério da Saúde, Rogério Luiz Zeraik Abdalla, conheceu, nesta segunda-feira (13), a estrutura dos hospitais e unidades de saúde de Itajaí. Ele percorreu algumas unidades de saúde do município e pôde conferir de perto a estrutura do Pronto Atendimento (PA) do São Vicente, da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Cordeiros e da Unidade Básica de Saúde do Rio Bonito. A ampliação da UBS do Rio Bonito, por exemplo, foi uma das reivindicações de Itajaí junto ao governo federal. A prefeitura solicitou R$ 1,5 milhão para construção de uma nova unidade no local, que atende mais de 20 mil pessoas.

A visita iniciou pelo Hospital Marieta Konder Bornhausen, onde a diretoria formalizou pedidos para aumento de custeio de leitos, auxílio para aquisição de equipamentos e habilitação de sala de emergência como UTI, entre outras demandas. Em seguida, o secretário Nacional conheceu as instalações do Hospital Universitário Pequeno Anjo. O hospital solicita a liberação de recursos já aprovados em convênio (aproximadamente R$ 136 mil), além de apoio para ampliação, compra de equipamentos e reforma do pronto-socorro.

“Agora já tenho conhecimento das demandas do município. A estrutura é boa, mas falta dinheiro para o custeio, algumas reformas e equipamentos, assim como no Brasil todo está faltando. Mas vamos atender o município, estamos avaliando o que realmente é necessário”, ponderou o secretário Rogério Abdalla.

Abdalla veio a cidade a convite do prefeito Volnei Morastoni. “A visita do secretário é histórica para Itajaí. Esperamos que esse olhar especial do Ministério da Saúde para nossos hospitais e nossas unidades se reflita em apoio com os recursos que necessitamos para melhorar o atendimento à população”, afirmou o prefeito Volnei Morastoni.

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *