JUNTOS PELO RIO – Quase todo lixo recolhido não pode ser reaproveitado


Reciclagem. Materiais que podem ser reaproveitados passam por triagem na Recicla Ambiental – Jean Knetschik/JN

Reciclagem. Materiais que podem ser reaproveitados passam por triagem na Recicla Ambiental – Jean Knetschik/JN

A ação que visa a limpeza dos rios e chega à sexta edição, tem por objetivo recolher os resíduos e, se possível, reciclar os materiais. Infelizmente, de todas as 2,6 toneladas de lixo retirado das margens do Itajaí-açú e da foz do rio Gravatá, apenas 400 quilos foram para a caçamba de recicláveis.

Depois da coleta no sábado (24) pelos voluntários, os resíduos foram recolhidos de forma gratuita pela Recicla Ambiental. O que não pode ser reaproveitado, é depositado em uma área de transbordo e segue posteriormente para um aterro. Dos demais, é feita a triagem para a reciclagem. Mas nem tudo pode ser aproveitado.

“A água modifica o material e faz com que o resíduo perca muito de suas propriedades e pouco pode ser reciclável”, revela Kamila de Souza Pacheco, da empresa Recicla Ambiental. A Recicla existe há 14 anos em Navegantes e auxilia o Juntos pelo Rio desde a terceira edição, quando o evento passou a ser dividido entre Itajaí e Navegantes.

Poucos são os materiais que, dentro da água, não perdem suas propriedades. O vidro, por exemplo, pode ser reciclado infinitas vezes. Já o papel, o ferro e o plástico perdem suas propriedades.

O trabalho dos voluntários, no entanto, não é em vão. Conforme Kamila observa, todos os materiais são poluentes. “Quando os retiramos da água, interrompemos um processo de decomposição deles”, observa. Dentre os materiais retirados, até mesmo alguns que possuem materiais pesados, como televisores antigos e lataria de geladeira. Outros são perigosos de outra forma, como o vidro e pedaços de embarcação. Estes últimos, mesmo sendo de madeira e não representando perigo para a natureza, podem ocasionar acidentes.

Cerca de 50% dos recicláveis são compostos por vidros, o qual perde muito o valor porque sua logística para reciclagem é mais cara que o papel ou o plástico. No entanto, oferece melhor acondicionamento para bebidas do que a pet ou o alumínio, por exemplo.reciclagem01

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *