PORTO – Chuva, ressaca e ventos atrapalham praticagem


Chuvas torrenciais dos últimos dias, ressaca, correnteza e ventos fortes trouxeram prejuízos para o setor de logística do complexo portuário. Na semana passada, ventos fortes e ressaca fizeram com que o acesso aos portos pelo Itajaí-açú fosse interrompido. Na quarta-feira (31), a situação se repetiu.

Com o canal de acesso aos portos fechado, alguns navios tiveram prejuízo de até 50 mil dólares ao dia. Existe um processo sendo estudado para implantação de um sistema de monitoramento de correntes marítimas. Tal instalação é estudada desde o ano passado. O custeio seria feito pelos terminais Portonave, APM Terminals, Itajaí e Navegantes Pilots, no entanto esbarra em problemas jurídicos.

Segundo a assessoria da Superintendência do Porto, esse tipo de aquisição ainda tramita dentro do jurídico. O entendimento inicial é que o equipamento só pode ser adquirido via licitação pelo órgão público. A aquisição por meio da iniciativa privada poderia acarretar em ressarcimento dos investimentos, o que seria ilegal, uma vez que a superintendência é uma autarquia municipal.

Até o final da tarde de quarta-feira, dois navios aguardavam para sair do complexo e onze aguardavam para entrar. Caso eles não conseguissem entrada, seriam encaminhados a portos vizinhos.

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *