CASA DA SOGRA – Perícia é feita em local de incêndio


Na terça-feira, a loja de roupas Casa da Sogra, de fronte à Prefeitura, pegou fogo. O incêndio de grandes proporções foi combatido por bombeiros militares de Itajaí, Navegantes, Piçarras, Brusque e Balneário Camboriú, além dos bombeiros voluntários de Navegantes, Penha e Ilhota.

Na quinta-feira, equipe dos bombeiros militares esteve no local para efetuar a perícia. Conforme o tenente-coronel Fabiano Bastos coube a eles um levantamento para tentar encontrar a causa do incêndio. “Levantando essa causa, podemos evitar que torne a acontecer, pois aprendemos com o incêndio”, destaca.

Algumas pessoas falaram sobre a demora na chegada dos bombeiros. Bastos garantiu que não houve demora, mas que o combate se deu por duas frentes. “O que pode acontecer é que uma pessoa viu os bombeiros chegando por uma rua e não viu que na outra já ocorria o combate”, comenta. Acompanhou Bastos na perícia o tenente Sanino.

O fogo tomou conta de todo o prédio. Lojistas próximos começaram a retirar seus produtos preocupados que as chamas se alastrassem. O trânsito precisou ser trancado.

Foram gastos um total de 100 mil litros de água. Lojas próximas e uma residência em madeira ao lado da edificação foram salvas. Considerando a grande carga de fogo da loja, o objetivo foi isolar a edificação e evitar que se espalhasse para as demais. Os bombeiros acreditam que a estrutura pode estar comprometida. Engenheiros da Prefeitura irão auxiliar e emitir um laudo para a Defesa Civil poder decretar se o local foi condenado ou não. Até então, ele estará interditado. “Tranquilamente a temperatura atingiu 700 graus, se não mais”, comenta o capitão Ananias, que comandou a operação.

Segundo o chefe da Defesa Civil, Evandro Argenton, com o laudo técnico, poderão saber se a estrutura irá colapsar ou não. O laudo deve ficar pronto nos próximos dias. O resultado da perícia dos bombeiros pode demorar até 30 dias.

Proprietário do prédio ao lado, Paulinho conta que a filha morava num apartamento ao lado da estrutura incendiada e também perdeu tudo. “Conseguiram salvar só o jogo de quarto”, conta. A porta de vidro que dava para o lado do prédio estourou e o fogo tomou conta do apartamento. Outros apartamentos em cima da Casa da Sogra também foram afetados e pelo menos seis famílias tiveram os lares atingidos.

Incêndio. Casa da Sogra foi tomada pelas chamas na terça – Jean Knetschik/JN

Incêndio. Casa da Sogra foi tomada pelas chamas na terça – Jean Knetschik/JN

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *