AJUDA – Família perde tudo em incêndio no São Paulo


Incêndio. Casa queimou por inteiro em questão de minutos – Jean Knetschik/JN

Incêndio. Casa queimou por inteiro em questão de minutos – Jean Knetschik/JN

A noite de terça-feira (4) não foi nada tranquila para uma família do bairro São Paulo. O mototaxista Daniel de Mello trabalhava quando recebeu a notícia de que a casa em que mora pegou fogo. A esposa, Franciele Bárbara, estava na casa da irmã com as duas filhas de 9 e 4 anos, quando tudo aconteceu.

Ela está desempregada e conversava com a irmã sobre uma entrevista de emprego. Por volta das 19h30 o vizinho da frente avistou o fogo e ligou para os bombeiros. A mãe de Franciele mora numa casa nos fundos do terreno e também foi avisada pelo vizinho, pois não havia percebido o incêndio.

Os soldados do fogo demoraram menos de 5 minutos para chegar ao local. Ali eles encontraram a casa de madeira completamente tomada pelas chamas. A casa da sogra de Daniel estava muito aquecida e quase em chamas também. A equipe dos bombeiros então iniciou a extinção com combate direto, atacando as chamas pela parte de trás para evitar que o incêndio se espalhasse até a casa dos fundos. A estratégia funcionou.

No meio da casa incendiada, eles encontraram um botijão de gás de cozinha, cuja válvula se rompeu e aumentou a força das chamas, as propagando por cerca de um metro de altura. Após concluir o combate, eles deixaram o botijão queimar até terminar o combustível e fizeram o rescaldo, isolando o local.

Na manhã de quarta-feira, o local recebeu a vistoria da perícia. A suspeita é de curto-circuito. Este é o segundo incêndio que a família sofre. Há 5 anos, a casa em que moravam no Paraná também pegou fogo.

A família comprou o terreno há cerca de um ano e ainda paga prestações de R$ 700 mensais. Contando roupas, eletrodomésticos e a casa, o prejuízo beira os R$ 15 mil. Quem quiser auxiliar a família com a doação de roupas, alimentos, materiais escolares para as meninas ou até materiais de construção para reconstrução da moradia pode entrar em contato pelos telefones 99776-9995 ou 984916233. O Cras deve auxiliar com o pagamento de três meses de aluguel social.

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *